quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Fotógrafo captura rastro de Estação Espacial e Júpiter




















(BBC/Terra) O fotógrafo britânico Mark Humpage produziu uma foto noturna de longa exposição em que conseguiu capturar as trilhas de luz deixadas pela Estação Espacial Internacional, o planeta Júpiter e estrelas do céu. Humpage, famoso por suas imagens do céu e de paisagens, aproveitou o clima ameno da Grã-Bretanha para esta época do ano, e acampou durante a noite do último domingo no pátio da igreja de Misterton, em Leicestershire.

"Eu tinha planejado (a foto) neste local há algum tempo e só estava esperando pelas condições ideais - sem nuvens, sem Lua e céu limpo", afirmou o fotógrafo. "A igreja de Misterton com seu cemitério assustador e esta árvore formam um ótimo primeiro plano", escreveu o fotógrafo em seu website.

"Se você olhar atentamente entre a ponta da torre da igreja e a árvore, você vai ver a Estação Espacial Internacional (EEI) cruzando os arcos dos rastros deixados pelas estrelas", disse Humpage. Júpiter, por sua vez, deixa o rastro mais brilhante, cruzando atrás da torre da igreja e se dirigindo para o horizonte.

O fotógrafo usou um cabo remoto em sua câmera para fotografar de forma contínua o céu noturno durante um período de 11 horas. Neste intervalo, Humpage fez 2,7 mil imagens com uma lente grande angular, que ele usou para formar esta imagem.
----
Mais fotos aqui
----
Matérias similares no Estadão, Folha, G1, iG, UOL e R7

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Órion

Clique na imagem para ampliar

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Miguel Claro - O fotógrafo dos astros

















Acervo de astrofotografias de Miguel Claro publicado no jornal Público, de Portugal.
Clique na imagem para acessar.
----
Outras informações no AstroPT

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Imagem Mostra 5 Grandes Corpos Celestes e a Luz Crepuscular no Céu da África



























(EPOD/Cienctec) A foto acima mostra uma reunião de planetas com a Lua crescente e foi capturada em Tivoli na Namíbia um pouco antes do nascer do Sol do dia 30 de Maio de 2011. A reunião chamada de os 5 Grandes na África se refere aos cinco grandes animais encontrados no continente: leão, leopardo, rinoceronte, búfalo e elefante. Nessa manhã do final do outono no hemisfério sul, contudo os observadores puderam acompanhar outra reunião de 5 Grandes, mas agora, cinco grandes corpos celestes: Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e a Lua, ocupando a mesma faixa do céu e podendo, portanto, serem fotografados na mesma imagem. Vênus brilha intensamente com magnitude -3.9, Júpiter se apresenta com magnitude -2.2, Mercúrio com magnitude -1.0 e Marte com magnitude 1.4. Somente 5% da Lua estavam iluminados nessa imagem. O arco raso de luz vermelha, ouro e amarela na parte inferior da imagem é o arco crepuscular. Esse arco é formado pela luz do Sol, que no momento da imagem ainda estava aproximadamente a seis graus abaixo do horizonte, que é espalhada pela atmosfera livre de nuvens.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O céu em 5 gigapixeis (AstroPT)














Clique na imagem para acessar a notícia

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Sistemas de Urano e Neptuno (AstroPT)


















Clique na imagem para acessar a notícia