quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Cometa SONEAR 2014 - REGISTRO


Paulo Cacella

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Imagem da sombra da Terra, publicada no site britânico Atmospheric Optics (AstroPT)


Clique na imagem acima para acessar a notícia

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O céu fica incrível visto do lugar mais escuro e mais nítido da Terra


(Gizmodo) A região de San Pedro de Atacama, no norte do Chile, é um dos lugares mais bonitos e mais escondidos do planeta. Ele também tem o céu mais nítido e mais escuro da Terra. O fotógrafo Nicholas Buer foi lá para fazer um dos mais belos vídeos timelapse que eu já vi:




Ele conta que, além do céu limpo, o ar seco e os 2.600 m de altitude contribuem para ver melhor a dança dos astros lá no alto. Foram 12 dias de fotografia em um momento bastante propício, como Buer explica:

Eu visitei o local num momento em que Vênus estava muito próximo ao centro da Via Láctea, um evento astronômico que ocorre somente a cada 8 anos. Eu também fiz minha visita no equinócio de outono, uma boa época do ano para capturar a luz zodiacal – fenômeno celeste causado pela luz solar se espalhando na poeira do espaço interplanetário, ao longo das constelações do Zodíaco.

Mas não é fácil tirar fotos continuamente em um ambiente desses. Buer diz que os ventos traziam rajadas de poeira para ele e para o equipamento; a altitude o deixou com menos fôlego; e o ar terrivelmente seco também era um desafio. Além disso, ele passou dias comendo e dormindo bem menos que o normal. Bem, valeu a pena: ele diz com razão que “não teria feito diferente”.

Veja mais vídeos timelapse de Nicholas Buer no link a seguir: [Nicholas Buer]

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

I Concurso Nacional de Astrofotografias - votações abertas


As votações do I Concurso Nacional de Astrofotografias estão abertas até o dia 15 de fevereiro.

O público em geral pode ajudar a escolher as três astrofotografias que mais se destacaram entre as 69 inscritas, basta acessar a página de votação no site do Concurso, cujo link é http://concursodeastrofotografia.weebly.com/votaccedilatildeo.html e no formulário de votação marcar as três astrofotografias que na sua opinião foram destaques.

O Concurso irá premiar as três astrofotografias mais votadas com alguns brindes arrecadados com a contribuição de empresas e instituições, como a Tellescópio.

Além desta premiação será disponibilizado méritos que serão descritos nos certificados dos respectivos vencedores. Entre os méritos estão as três astrofotografias mais bem avaliadas, a mais criativa, a astrofotografia estrangeira mais categorizada pelo público, entre outros.

Os resultados finais do Concurso deverão ser publicados ainda em fevereiro. Quem não pôde participar desta edição fique atento: as inscrições para a segunda edição começam dia 7 de abril. Para que já participou da I Edição e deseja participar novamente, não poderá enviar a mesma astrofotografia no ato da inscrição, que ocorre exclusivamente no site do concurso.