sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Imagens feitas com longa exposição mostram estrelas viajando pelo céu



(Techtudo) Não, a imagem que você está vendo abaixo deste parágrafo não tem nenhum efeito digital. Ela faz parte de um projeto chamado Star Trails, criado pela Daniel Dragon Films e publicado no Vimeo há uma semana. O fotógrafo Daniel Lowe, da Carolina do Norte, registrou imagens incríveis dos movimentos que as estrelas fazem no céu, juntou todas elas em um vídeo e formou um time-lapse impressionante, que está bombando na web.

As fotos foram tiradas como um time-lapse estático em uma noite clara, sem nuvens. Cada imagem aparece por cerca de quatro a seis segundos e então desaparece no vídeo, dando o efeito de movimento. As estrelas se movem pelo céu e deixam rastros, que podem ser capturados por uma boa câmera se ela for configurada corretamente.

“Estas cenas foram criadas unindo uma sequência de fotos de alta resolução tiradas com exposição enorme. O vídeo foi feito no Adobe After Effects, onde foi possível adicionar os detalhes de efeito e transição, criando o vídeo. O Startrails retrata o movimento real das estrelas e as luzes que aparecem nestes momentos. Nada foi adicionado, com todo o respeito aos gráficos feitos em computador”, diz a descrição no início do vídeo.


Em entrevista ao site "PetaPixel", Daniel detalhou um pouco o procedimento, dando dicas de como realizou a montagem. Ele revela que usou o modo “Lighten” do After Effects, que usou imagens em formato TIFF e que importou as fotos manualmente para o programa – e não como se fossem uma sequência, para poder personalizar as informações e detalhes de exibição de cada uma delas. O artista promete que, caso o vídeo faça sucesso, disponibilizará um tutorial completo de como realizar o procedimento.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Órion

Anderson Dantas

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Concurso britânico elege 'astros' da fotografia espacial



(BBC/Terra) A imagem de uma galáxia em forma de espiral, extremamente detalhada, foi a grande vencedora da competição Fotógrafo de Astronomia do Ano, promovida pelo Observatório Real britânico de Greenwich, em Londres. Essa foi a segunda vez que o autor da foto, Martin Pugh, foi selecionado pelos jurados do concurso, que incluem o célebre astrônomo britânico Patrick Moore.

Além de um cheque de 1,5 mil libras esterlinas (quase R$ 5 mil), ele garantiu posição de destaque na mostra dos vencedores do concurso do Observatório Real, aberta nesta quinta-feira.

Em 2012, ano em que a transição de Vênus entre a Terra e o Sol foi o grande destaque da astronomia mundial, duas fotos foram selecionadas sobre o tema. Em uma delas, do fotógrafo Paul Haese, é possível ter-se uma noção da enorme dimensão do Sol em relação a Vênus - que é praticamente do tamanho da Terra.

Outro destaque da mostra deste ano do Observatório Real é a impressionante foto de um menino de 13 anos, o americano Thomas Sullivan, que compôs uma imagem da Via Láctea usando como pano de fundo um cenário desértico da Califórnia.

A Aurora Boreal do Hemisfério Norte foi também um dos temas escolhidos e aparece em diferentes imagens premiadas.

A competição Fotógrafo de Astronomia do Ano já está no seu quarto ano e é promovida pelo Observatório Real em cooperação com a revista Sky at Night. A mostra do Observatório Real de Greenwich é gratuita fica aberta até o dia 5 de fevereiro de 2013, na sede da organização, em Greenwich, bairro da região sudeste de Londres.
----
Mais imagens aqui
----
Matérias similares no G1EstadãoFolhaiGUOL e Público - Portugal

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

terça-feira, 18 de setembro de 2012

O Céu da Floresta da Tijuca

Vinícius Albani
ISO 100 - 200 c/ exposições de 30 segundos. 
Máquina point-and-shot antiga sem modificações, 
Sony Cybershot DSC P73. 
Sem acompanhamento ou processamento

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Ocultação de Júpiter pela Lua - REGISTROS


Ricardo cavallini / Alexandre Milito





Renato Poltronieri



João Amâncio



Marco Goiato


José Franco (mais imagens aqui)

Relatório de observação de Alexandre Amorim (Costeira1)
.
Mais imagens e resultados no blog Infobservador